Publicações Marcadas: "consulta cnpj"

O que é análise de crédito e como funciona?

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O que é análise de crédito e como funciona?

O que é análise de crédito – O Brasil atravessa um período de notável turbulência financeira. A economia em crise se reflete em prejuízo para as organizações, que precisam redobrar os cuidados. É o momento de tomar certas precauções, a fim de conhecer melhor seus clientes e determinar onde é válido fazer certos investimentos. Por isso, vale contar com a análise de crédito como um efetivo de segurança. Para entender o que é análise de crédito e como ela pode ser benéfica para sua empresa, acompanhe nosso post de hoje!

como consultas o spc

Consulta CPF

O que é análise de crédito?

Imagine a seguinte situação: dois amigos pedem dinheiro a você. Um deles é conhecido por solicitar empréstimos aos amigos e tem fama de atrasar os pagamentos ou mesmo deixar de acertar as dívidas. O outro é responsável e não deixa de quitar suas pendências financeiras. Se estiver em suas mãos, optar, para qual desses amigos você faria o empréstimo? Provavelmente para o segundo, certo? E isso acontece porque você fez uma análise de crédito.

É claro que a análise de crédito feita em uma relação informal não funciona da mesma maneira quando falamos de uma empresa. Mas vale ressaltar que ela tem o mesmo princípio em ambas das situações: serve para verificar os riscos e evitar a perda de capital.

O que é análise de crédito em uma empresa?

É coisa do passado considerar o processo de análise de crédito como uma simples despesa dentro de uma empresa. Mais do que uma ação dispendiosa, realizar essa fiscalização é um investimento importante, em especial nesse momento de intensa crise financeira no Brasil.

Como tendência global, os governos vêm facilitando ofertas de crédito para empresariados, já que as organizações são grandes geradoras de emprego. Com esse estímulo em vista, as empresas podem repassar o crédito para a clientela. Isso significa um fluxo de vendas maior, o que é de extrema importância, especialmente em momentos de baixa rentabilidade.

Esse fluxo de vendas crescente também apresenta um aspecto negativo: o risco de inadimplência. A análise de crédito evita que clientes deixem de arcar com suas dívidas. Para isso, checa o histórico do consumidor e identifica seus hábitos de pagamento.

Conceder crédito é uma alavanca para o sucesso da empresa. Fornecer crédito a pessoas físicas ou jurídicas impulsiona o crescimento da organização, melhorando a saúde financeira — essencial em tempos de crise.

Quais as fases da análise?

Normalmente, a análise de crédito se divide em 5 fases:

Solicitação de dados cadastrais

Nessa etapa, são pedidos os dados do solicitante do crédito para fins cadastrais, como nome, carteira de identidade, CPF, local e data de nascimento. Os dados de contato do solicitante e sua comprovação de renda também são apresentados nessa fase.

Checagem das restrições

Com os dados cadastrais em mãos, a empresa inicia a avaliação de crédito e verifica se o solicitante tem algum pagamento em pendência com a própria organização ou com outros credores.

consulta cnpj

consulta cnpj

Análise do perfil de crédito

Aqui, a empresa avalia se o perfil de crédito do solicitante está de acordo com sua política. O perfil é analisado por uma técnica estatística conhecida como score de crédito.

Estudo do comprometimento da renda

Se todas as etapas até então forem bem-sucedidas, a empresa verifica se as parcelas do empréstimo cabem no bolso do solicitante. Para isso, a parcela a ser paga não pode ultrapassar certo percentual do salário do solicitante — a porcentagem varia de acordo com a empresa que libera o crédito, geralmente ficando entre 20% e 30%.

Análise documental

A instituição, agora, pede ao solicitante que apresente seus documentos de identificação, comprovantes de renda e de residência e demais informações necessárias.

Quando se destina crédito a uma empresa, o processo é muito semelhante, diferindo-se os montantes envolvidos na transação e os documentos solicitados.

Agora você sabe o que é análise de crédito e como ela funciona, seja para pessoas físicas ou jurídicas. Para receber mais conteúdo relevante e manter sua empresa atualizada, assine nossa newsletter!

 

recarga

recarga

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Consultas SPC : quando o lojista deve usar essa ferramenta?

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Consultas SPC : quando o lojista deve usar essa ferramenta?

Consultas  SPC – Quem é lojista, em algum momento, já deve ter ouvido falar ou feito algumas consultas ao SPC. Essa é uma ferramenta indispensável no cotidiano dos empresários comerciais, que serve como um apoio para verificação das pendências financeiras dos seus clientes.

Logo, tornou-se um recurso que possibilita a consulta para uma análise prévia de crédito e uma espécie de sistema unificado de empresas cadastradas. Um banco de dados que armazena informações sobre a inadimplência dos consumidores.

Neste post, vamos ajudar a conhecer mais sobre o assunto. Pois, se você está lendo este texto, provavelmente, deve estar curioso ou precisa ter um pouco mais de autoridade no tema. Então, acompanhe!

O que é e como funciona, Consultas SPC ?

SPC é a sigla utilizada para identificar o Serviço de Proteção de Crédito. É uma empresa que atua no ramo de análise dos crediários e sua marca está sob a responsabilidade do grupo da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas.

consulta spc

Consulta spc

Graças a esse sistema de dados, as associações comerciais e lojistas conseguem fornecer, compartilhar e gerenciar informações financeiras. É assim, que se conectam em todo território brasileiro, transformando-se numa das maiores instituições com essa especialidade no país.

Se sua loja for filiada, quando realizar os cadastros dos seus clientes, automaticamente, dará início a um histórico desse consumidor. Isso vai permitir a consulta para uma avaliação relativa às restrições ou pendências de tal cliente com qualquer outro estabelecimento que também esteja associado ao grupo.

Caso ele possua alguma restrição, será impedido de abrir crediário, solicitar cheques ou realizar qualquer tipo de empréstimo. O usuário estará com o que chamamos de “nome negativado”.

Mas, para ter acesso a esses dados, os estabelecimentos precisam estar vinculados ao SPC.

Como as empresas devem realizar as consultas SPC?

Bem, primeiramente, como já vimos, é preciso associar sua loja. Portanto, torne-se um membro desse serviço.

Feita essa etapa, nós passamos para o contato direto com o consumidor. No ato do seu cadastramento e por meio da apresentação do CPF ou CNPJ, juntamente a algum outro documento, como RG, Carteira de Trabalho ou CNH, teremos condições de identificação necessária para acessar o que nos interessa.

O serviço fornece um relatório com possíveis restrições ou apenas o nada consta de quem foi submetido ao escaneamento. Caso seja constatada alguma negativação, também poderá ser identificado o valor e o registro da dívida, a empresa que concedeu o crédito e a data em que foi adquirido o saldo devedor.

Qual a hora certa de realizar uma avaliação de crédito?

É um fato que, atualmente, o Brasil vive um momento de instabilidade política e econômica. Com a crise, há o aumento do número de inadimplentes e, assim sendo, a maior necessidade de as empresas se resguardarem quanto ao fornecimento de crédito para as compras a prazo.

A multiplicação de devedores favorece essa postura e obriga uma prática mais rigorosa nas avaliações. Por essa razão, se ainda não  for membro da CNDL, considere a importância para o desenvolvimento seguro do seu negócio.

É claro que saber mais sempre possibilita melhores resultados. Com esse objetivo, demos algumas dicas que vão ajudar a descomplicar o dia a dia e preservar seu empreendimento. Pratique as consultas ao SPC consciente do seu objetivo e obedecendo a sua devida função.

E, então? Este conteúdo sobre consultas ao SPC foi útil para você? Se tiver gostado do artigo e queira comentar alguma coisa, aproveite a oportunidade! Registre sua opinião ou dúvidas nos comentários.

recarga celular

recarga celular

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Por que você deveria fazer consultas de CPF pela internet antes de fechar negócios?

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Por que você deveria fazer consultas de CPF pela internet antes de fechar negócios?

consultas de CPF – Quase toda empresa que oferece produtos ou serviços tem como objetivo aumentar o faturamento e os lucros e, para isso, é preciso ter bons clientes. Contudo, o risco da inadimplência preocupa muitos estabelecimentos, por isso é importante fazer consultas de CPF dos clientes cada vez que fecha um negócio.

Seja qual for a sua empresa, é necessário estar atento a algumas brechas que representam perigo ao seu financeiro, por exemplo: vendas a longo prazo sem checar o histórico do consumidor, pagamento em cheque (que pode não ter fundo), falta de exigência de documentos relevantes, entre outras práticas que podem trazer grande risco.

Afinal, a inadimplência de muitos clientes pode forçar uma empresa a fazer o que menos gostaria: fechar as portas! Por isso, separamos aqui neste artigo algumas dicas para evitar que esse tipo de consequência aconteça.

Mantenha um cadastro positivo de clientes

Ao consultar o CPF dos seus clientes no Serasa, as chances de inadimplências no futuro são reduzidas. Aqueles que têm um bom histórico de pagamentos também poderão estar em dia com as contas da sua empresa.

Essa checagem estratégica faz com que você possa compor o perfil individual de cada cliente, construindo, assim, um cadastro positivo, e posteriormente, até mesmo a oferta de benefícios a esses bons pagadores.

Se um consumidor estiver interessado no seu produto ou serviço e estiver com o nome sujo, é preciso muito cuidado na hora da venda, sobretudo se o serviço for recorrente. Também é válido inseri-los numa lista de cadastro negativo para que os vendedores e o departamento financeiro fiquem atentos.

maquina de recarga de celular

maquina de recarga de celular

Como fazer a consultas de CPF?

No Brasil existem dois órgãos principais responsáveis pelo registro de inadimplência de consumidores, o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e a Serasa Experian, nos quais você pode conferir a situação do CPF de uma pessoa. Vejamos como proceder em cada um.  

Como fazer a consultas de CPF pelo SPC

Por meio deste órgão não é possível realizar a consulta gratuita do CPF pela internet, somente pessoalmente em alguma agência física da instituição. Você pode encontrar a agência mais próxima da sua casa ou empresa por meio do site oficial do SPC Brasil.

Felizmente eles contam com boa distribuição geográfica, estando presente em várias cidades do país. Ao fazer a consulta presencial, você receberá um recibo com o valor total da dívida – caso haja alguma – e a empresa credora.

Como fazer a consultas de CPF pelo Serasa

Já nessa entidade é permitido fazer a consulta gratuita do CPF por meio da plataforma Limpa Nome Online. Contudo, só é possível ter acesso às dívidas com as 90 empresas participantes. Para ter acesso a todas as dívidas, é preciso ir presencialmente até uma agência da instituição ou fazer a consulta online pelo programa Me Proteja, porém sob um custo mensal.

E se o cliente for pessoa jurídica?

Caso você lide com pessoas jurídicas, e não físicas, é preciso verificar o CNPJ da empresa com a qual você está prestes a fechar negócio.

O CNPJ é um registro que todas as empresas têm junto à Receita Federal. Logo, o primeiro passo é acessar o site oficial para realizar a consulta, que pode ser feita gratuitamente por qualquer pessoa e, além de mostrar os dados principais – razão social, nome fantasia, atividades, endereço, entre outras – é possível identificar a situação cadastral, isto é, se está ativa ou não. Essas informações já mostram se a empresa realmente existe.

Caso precise fazer uma pesquisa mais aprofundada, que também mostre informações sobre ações judiciais, processos de falência, dívidas, emissão de cheques sem fundo, entre outras pendências, é necessário contratar um serviço que consulte os dados constantes no SPC e Serasa.

Os credores das empresas inadimplentes podem ser o governo, por meio dos impostos, o banco, em caso de empréstimos, ou fornecedores, se tratando de compras. Logo, fazer um investimento sem planejamento de longo prazo, empréstimos sem uma avaliação prévia e imprevistos financeiros são alguns dos principais motivos que fazem as empresas tornarem-se inadimplentes.

E para saírem desse quadro, elas precisam se dirigir a instituição com a qual tem pendências para regularizar a situação a fim de quitar ou renegociar as dívidas. Assim, o nome da empresa volta a ser limpo.

Confira o planejamento financeiro da sua empresa

Seja o cliente uma pessoa física ou jurídica, manter um bom relacionamento com aqueles que têm um bom histórico de pagamentos é fundamental para o planejamento financeiro de uma empresa. Afinal, a confiança de pagamentos futuros possibilita ter uma planilha de gastos mais confiável, de modo que as expectativas para o faturamento dos meses posteriores seja mais crível.

Se você puder contar com uma renda efetiva ao invés da inadimplência de seus clientes, fica mais fácil planejar o quanto receberá e o quanto poderá gastar em ações como reformas, expansão da empresa, contratação de funcionários, novos equipamentos, investimento em marketing e assim por diante.

Crie programas de benefícios aos bons clientes

De acordo com pesquisas do Serasa Experian, atualmente cerca de 60 milhões de brasileiros se encontram na inadimplência e a taxa continua crescendo. Mesmo assim, o setor de crédito tem aumentado e cada vez mais melhores condições de pagamento são oferecidas aos tomadores de empréstimo.

É por isso que, para evitar que o seu negócio seja vítima do não cumprimento das obrigações financeiras, programas que beneficiem os clientes que pagam as contas em dia são necessários.

Os mais corriqueiros contemplam descontos caso os pagamentos sejam feitos antes do quinto dia útil de cada mês, bônus de fidelidade, brindes ou vale-compras para aqueles que não atrasaram os pagamentos de todas as prestações de um produto, etc.

Por fim, seguindo essas dicas, você poderá conferir a situação dos seus clientes por meio de consultas de CPF ou CNPJ antes de fechar um negócio e evitar que o seu financeiro corra riscos. Porém, lembre-se que o fato do consumidor estar com o nome sujo não deve ser um impeditivo para a venda, inclusive a sua empresa pode ajudá-lo a sair dessa situação.

Confira mais informações no nosso artigo sobre como oferecer o serviço de consulta Serasa aos seus clientes.

 

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Curiosidade e dicas para lojistas, varejistas, autônomos. Tudo sobre maquinas de recargas de celular, maquinas de cartão de credito, consultas serasa e consultas spc.