Publicações Marcadas: "Consulta SPC"

Consultar CNPJ – Veja como regularizar e consultar CNPJ do seu negócio!

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Consultar CNPJ – Veja como regularizar e consultar CNPJ do seu negócio!

Consultar CNPJ – O Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica é um documento essencial para abertura e formalização de uma empresa. Assim como o CPF para as pessoas físicas, ele serve para identificar empresas e garantir que elas estejam operando dentro das condições legais. Para quem possui um negócio e deseja formalizá-lo, é muito importante saber como regularizar e consultar o CNPJ de sua empresa.

Uma das vantagens da regularização é a facilidade para obter crédito. Como pessoa jurídica, o empresário pode dar mais garantias às instituições financeiras, caso precise, por exemplo, realizar reformas ou expandir o negócio. Assim, ele consegue taxas de juros menores do que nas operações em seu CPF.

Outro ponto positivo é a facilidade de operação. Com o CNPJ de sua empresa regulamentado, é possível emitir notas fiscais e abrir uma conta jurídica para melhorar a gestão financeira.

Para saber como regularizar e consultar o CNPJ da empresa, continue a leitura!

consulta spc

consulta spc

Como regularizar o CNPJ de sua empresa?

A maneira mais rápida de obter o documento para o seu negócio é no site da Receita Federal. Dessa forma, é possível obter o CNPJ de sua empresa com menos burocracia. Confira o passo a passo a seguir:

Baixe o Gerador de Documentos de CNPJ no site da Receita. Após o término do download, instale o programa em seu computador.

Agora, o empresário deve preencher a Ficha Cadastral da Pessoa Jurídica (FCPJ), assim como o Quadro de Sócios e Administradores (QSA). Nessa etapa, são solicitados alguns dados importantes sobre sua empresa, como:

  • a razão social;
  • os responsáveis pela gestão da empresa;
  • os sócios;
  • a participação de cada um no negócio.

Depois do envio dessas informações, é emitido um recibo de entrega, que precisa ser guardado. Por meio dele, você pode consultar o andamento do pedido. Se tudo der certo, ocorre o redirecionamento automático para a página de impressão do Documento de Entrada ao CNPJ.

Com os documentos em mãos, chegou o momento de reconhecer a firma e encaminhá-la para uma unidade de cadastro informada no fim do processo de cadastro no programa da Receita Federal. Todo o processo pode ser feito via Correios.

Depois de enviar os documentos, há um prazo de 05 a 30 dias para obter o CNPJ de sua empresa. No site da Receita, você também pode acompanhar o andamento da solicitação do documento.

Como consultar o CNPJ de sua empresa?

Depois de receber os números, você pode retornar ao site da Receita Federal para consultar o CNPJ de seu negócio. Entre na página Emissão de Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral no site da RF e, em seguida, insira o número do CNPJ de sua empresa.

Depois, digite os caracteres do captcha e clique em Consultar. Na página a seguir, você tem acesso a todas as informações relacionadas ao documento. Caso haja algum erro, há também as possíveis soluções para regularizar o CNPJ de sua empresa.

Depois de aprender como regularizar e a consultar o CNPJ, chegou a hora de preencher os formulários e dar entrada no processo de legalização de seu negócio. Caso encontre alguma dificuldade, é aconselhável procurar pelos serviços de consultoria de algum contador que seja de sua confiança.

recarga

recarga

Como a negativação do CNPJ prejudica as empresas?

Muitas empresas acabam com o nome sujo nos órgãos de proteção ao crédito — como SPC, SERASA e SCPC — por conta de empréstimos e de uma gestão financeira ineficiente, na maior parte dos casos. Existem situações nas quais os empreendedores não fazem ideia de que o CNPJ de seu negócio está negativado.

Isso pode afetar diretamente os resultados da empresa, pois, entre outras consequências negativas, a organização passa a ter problemas de relacionamento com seus clientes e fornecedores. Ao saber que determinada empresa não cumpre com suas obrigações e, por isso mesmo, está com o cadastrado negativo na praça, a credibilidade sofre um forte abalo. O que compromete as receitas do negócio.

Entre as consequências negativas mais prejudicais às empresas e aos empreendedores, podemos citar:

Dificuldade em conseguir empréstimos

Muitas vezes, é preciso recorrer a empréstimos para financiar uma reforma, uma expansão ou qualquer outra atividade dentro da organização. Com o CNPJ de sua empresa negativado, o empreendedor encontra bastante dificuldade para conseguir realizar empréstimos com bancos e instituições financeiras.

Com perda de crédito, a empresa minimiza as possibilidades de oferecer garantias para investidores e instituições financeiras, e fica com opções limitadas de financiamento, o que pode afetar sua estabilidade.

Maior dificuldade em operar

Com o CNPJ negativado, o empreendedor encontra mais dificuldades e desafios em aumentar as vendas, crescer e prosperar. Isso porque a confiança entre a empresa, clientes e fornecedores fica diretamente abalada.

Sem a possibilidade de emitir nota fiscal, a empresa passa a perder o ar de profissionalismo essencial para grande parte dos clientes. Já a ausência de crédito no mercado pode fazer com que revendedores e parceiros comerciais parem de fazer negócios com a organização devedora.

Afinal de contas, ninguém gosta de fazer parcerias e operar com organizações que possuem um histórico de dívidas não pagas.

Maiores problemas com a fiscalização

Não existe nada pior para o ambiente de uma empresa do que viver sob o risco de ser “pega” pela fiscalização a qualquer momento. Isso acontece quando o empreendedor sabe que o CNPJ está negativo e mesmo assim continua com as operações de forma ilegal.

Além de aplicação de multa, a empresa pode correr o risco de ter as suas operações encerradas, até que a situação seja regularizada. Consultar CNPJ

Perda de clientes

Com a confiança abalada, é normal que uma empresa com a situação irregular perca contratos e, consequentemente, clientes. Mediante a possibilidade de a empresa negativada não cumprir com suas obrigações, clientes são naturalmente inclinados a encerrarem todas as relações comerciais com a organização.

Em vez de seguir o processo natural de atrair clientes, a negativação vai afastá-los, afinal ninguém quer correr o risco de ter relações comerciais com uma organização inadimplente. Consultar CNPJ

Chances de fechar as portas

E, como uma das piores consequências, podemos citar a possibilidade de sua empresa/empreendimento fechar as portas por conta da negativação do CNPJ.

Caso ela esteja funcionando de maneira irregular, há chances de ser obrigada a encerrar as atividades até a regularização do documento. O que pode trazer uma série de prejuízos — incluindo, até mesmo, a falência do negócio.

E você já tentou consultar o CNPJ de sua empresa? Teve dificuldades em fazer o passo a passo? Compartilhe sua experiência com a gente. Deixe um comentário! Consultar CNPJ

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Como fazer consultas ao SPC para evitar inadimplência?

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Como fazer consultas ao SPC para evitar inadimplência?

Consultas ao SPC – Mesmo com o crescimento do uso do cartão de crédito pelos consumidores, as vendas no crediário e no cheque são muito utilizadas no comércio como estratégia para melhorar as negociações.

Mas, esta modalidade de crédito aumenta muito os riscos de inadimplência dos consumidores. Por isso, antes de fazer uma venda a prazo, é importante que o lojista faça consultas ao SPC e Serasa para verificar se seus clientes têm nome limpo na praça.

A consulta ao SPC e Serasa dá mais segurança ao lojista nas vendas a prazo pois, muitas vezes, aquela mercadoria já foi paga ao fornecedor e se o cliente não paga a compra efetuada, é o lojista quem ficará no prejuízo. Continue a leitura e saiba como fazer consultas ao SPC e Serasa e evitar inadimplência!

O que é e como funciona o SPC?

O SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) é uma das maiores empresas de proteção ao crédito do Brasil. O SPC atua ao lado dos lojistas e possui um banco de dados enorme de clientes e empresas brasileiras.

A entidade é mantida pela rede de lojistas, que organiza o cadastro dos inadimplentes e o disponibiliza para consulta dos associados. Por este motivo, se um consumidor estiver com o nome negativado em qualquer parte do país, lojistas de todo o território nacional ficarão sabendo com uma simples consulta.

consulta spc

Consulta spc

Como fazer consultas ao SPC ?

As consultas ao SPC podem ser feitas online. Empresas como Boa Vista SCPC e oferecem serviços de consultas online por meio de pagamento mensal ou compra de créditos.

Desta forma, sempre que precisar vender a prazo, basta acessar o site com login e senha e informar o CPF do cliente, e será gerado um relatório das dívidas pendentes do consumidor, que foram incluídas nos sistemas de proteção ao crédito.

O lojista também pode optar por empresas como a iRecarga, que oferece os serviços de consulta on-line ao SPC, sem o pagamento de mensalidades. Assim, a empresa só paga pelo serviço utilizado no mês.

Por que um lojista deve consultar o SPC ?

Segundo a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Florianópolis, os benefícios de uma empresa contar com a proteção dos serviços de proteção ao crédito são:

  • Redução de inadimplência;
  • Melhor análise de crédito do consumidor, com segurança e agilidade, por meio de informações atualizadas e confiáveis;
  • Opções de análise de crédito direcionadas para diferentes ramos de negócios, atendendo as necessidades de cada empresa;
  • Abrangência nacional, proporcionando eficiência no serviço e dificultando a ação de consumidores mal intencionados.

Com essas informações, você ainda tem dúvidas sobre como fazer consultas ao SPC antes de fechar qualquer venda a prazo? Se você precisa de soluções eficientes para seu negócio, acesse o site da iRecarga e conheça nossas soluções!

maquina de recarga de celular

maquina de recarga de celular

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Veja como regularizar e consultar o CNPJ de seu negócio

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Veja como regularizar e consultar o CNPJ de seu negócio

Consultar o CNPJ – O Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica é um documento essencial para abertura e formalização de uma empresa. Assim como o CPF para as pessoas físicas, o documento serve para identificar empresas e garantir que elas estejam operando dentro das condições legais. Para quem possui um negócio e deseja formalizá-lo, é muito importante saber como regularizar e consultar o CNPJ de sua empresa.

Uma das vantagens da regularização é a facilidade em obter crédito. Como pessoa jurídica, o empresário poderá dar mais garantia às instituições financeiras, como no caso da necessidade de realizar reformas ou expandir o negócio. Outro ponto positivo é a facilidade de operação. Com o CNPJ de sua empresa regulamentado, será possível emitir notas fiscais e abrir uma conta jurídica para melhorar a gestão financeira.

Para saber como regularizar e consultar o CNPJ da empresa, continue a leitura!

consulta spc

consulta spc

Como regularizar o CNPJ de sua empresa

A maneira mais rápida de obter o documento para o seu negócio é no site da Receita Federal. Dessa forma, é possível obter o CNPJ de sua empresa com menos burocracia. Confira o passo a passo a seguir:

  • Faça o download do Gerador de Documentos de CNPJ no site da Receita, por meio desse link. Após o término do download, instale o programa em seu computador.
  • Agora o empresário deverá preencher a Ficha Cadastral da Pessoa Jurídica (FCJP), assim como o Quadro de Sócios e Administradores (QSA). Nessa etapa, são solicitados alguns dados importantes sobre sua empresa, como a razão social, quem são os responsáveis pela gestão da empresa, quem são seus sócios e qual é a participação de cada um no negócio.
  • Após o envio dessas informações, o empresário receberá um recibo de entrega, que deverá ser guardado, pois por meio dele será possível consultar o andamento do pedido. Se tudo der certo, o empresário é redirecionado para uma página onde será possível imprimir o Documento de Entrada ao CNPJ.
  • Com os documentos em mãos, chegou o momento de reconhecer a firma e encaminhá-la para uma unidade de cadastro informada no fim do processo de cadastro no programa da Receita Federal. Todo o processo pode ser feito via Correios.
  • Depois de enviar os documentos, há um prazo de 05 a 30 dias para o empresário obter o CNPJ de sua empresa. Para acompanhar a solicitação do documento pela Internet, utilize essa página.

Como consultar o CNPJ de sua empresa

Depois de receber os números, chegou a hora de acessar (novamente) o site da Receita Federal para consultar o CNPJ de seu negócio. Entre na página Emissão de Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral no site da RF e, em seguida, insira o número do CPNJ de sua empresa.

Depois, insira os caracteres do captcha e clique em Consultar. Na página a seguir, serão mostradas todas as informações relacionadas ao documento consultado. Caso haja algum erro, nessa página serão mostradas as possíveis soluções para regularizar o CNPJ de sua empresa.

Depois de aprender como regularizar e a consultar o CNPJ, chegou a hora de preencher os formulários e dar entrada no processo de legalização de seu negócio. Caso encontre alguma dificuldade, é aconselhável procurar pelos serviços de consultoria de algum contador que seja de sua confiança.

E você, conseguiu obter o CNPJ de sua empresa? Quanto tempo levou? Compartilhe sua experiência com a gente nos comentários!

maquina de recarga

maquina de recarga

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

4 dicas para quem quer vender serviços

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

4 dicas para quem quer vender serviços

vender serviços – Uma das características mais marcantes dos consumidores de hoje é a pressa. Para o empresário, então, ela se multiplica: é cada vez mais urgente a necessidade de saber o que o cliente procura, antes mesmo dele passar pela entrada. Mas como cativar esse consumidor imediatista quando se trabalha com produtos ligados à saúde e ao bem-estar?

Uma das saídas para esse entrave está na adição da venda de serviços aos produtos já comercializados pela drogaria. Quer saber como é possível? Confira, neste artigo, quatro dicas para vender serviços com maestria e sair na frente dos seus concorrentes.

vender consulta spc

Consulta CPF spc

1. Saiba exatamente o que difere produtos de serviços

A principal diferença entre um e outro é a tangibilidade: um produto é palpável enquanto um serviço é intangível.

O apelo emocional é o que faz do serviço um agregador de valor ao produto. Por exemplo: muitas pessoas entram em uma drogaria e agem por impulso na hora de realizar a compra. Uma ideia interessante é aproveitar a expertise em saúde dos farmacêuticos para que o cliente esteja satisfeito com sua aquisição.

2. Conheça seu cliente como a palma da sua mão

Você vai precisar antever o que seu cliente deseja, certo? E quem melhor para oferecer o serviço ideal do que aquele que conhece as nossas necessidades?

É por isso que mapear e definir um público-alvo é fundamental para a estratégia de venda de serviços. Consulte seu faturamento de meses anteriores para visualizar qual produto é vendido com mais frequência. Isso lhe ajudará tanto na hora de arrumar os produtos na prateleira, quanto no momento da abordagem.

3. Personalize sua estratégia

Ao vender serviços, você construirá um relacionamento mais pessoal com o seu cliente. Nesse sentido, é importante que as suas estratégias de vendas tenham por objetivo principal oferecer uma experiência de compra única e inesquecível.

Procure interagir com o cliente durante o processo de decisão questionando sobre o que ele deseja, especificamente. Assim, além de ficar craque na sua clientela, você ainda terá dados mais confiáveis para personalizar suas estratégias futuras.

4. Se coloque (moderadamente) no lugar do consumidor

A empatia pode ser uma faca de dois gumes se não for aplicada da maneira correta. Utilize como parâmetro as experiências que você teve em outras drogarias, por exemplo.

Outro erro comum cometido por aqueles que vendem serviços é ofertar mais do que podem cumprir. No seu caso, se um cliente solicitar a recomendação de um medicamento mais em conta, para citar um exemplo, tenha certeza de que a sugestão desempenhará a mesma função do que o remédio de valor superior.

Todos os consumidores gostam de ser tratados com atenção, apesar deles mesmos não demonstrarem isso. Por esse motivo, ao vender serviços, você adicionará confiança e segurança ao seu cliente: valores fundamentais para que ele, espontaneamente, indique sua farmácia, volte a comprar nela e intensifique os lucros no final do mês.

Agora que você já sabe como vender serviços, que tal incluir também a recarga de celular como um diferencial da sua drogaria?

maquina de recarga

Maquina de recarga de celular

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Curiosidade e dicas para lojistas, varejistas, autônomos. Tudo sobre maquinas de recargas de celular, maquinas de cartão de credito, consultas serasa e consultas spc.