Publicações Marcadas: "nome sujo"

Empréstimo com nome sujo: é possível ?

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Empréstimo com nome sujo: é possível ?

Empréstimo com nome sujo – Para quem está com o nome sujo, qualquer transação que envolva análise de crédito pode se tornar um grande problema. As restrições ao crédito dificultam, e muito, que empréstimos e financiamentos sejam aprovados, pois as instituições financeiras entendem que o risco de inadimplência é maior para aqueles que estão negativados.

O ideal é regularizar a situação para facilitar o acesso ao crédito e fugir dos juros, mas quando isso não é viável e há a necessidade de um empréstimo com urgência, é possível encontrar alternativas.

Mas, afinal, é possível fazer empréstimo com nome sujo? Sim, é possível! Existem linhas de crédito para quem está com restrições no CPF. Quer saber mais a respeito disto? Continue lendo!

Empréstimo Consignado

Os empréstimos consignados descontam o valor referente ao pagamento da parcela diretamente do salário do devedor. Esse tipo de empréstimo costuma oferecer pouco risco de inadimplência, já que sua quitação é direta na fonte de renda e, por isso, as taxas de juros são menores se comparado com outras modalidades.

Como a instituição financeira tem a garantia de receber o valor emprestado, estar com o nome negativado não é um impeditivo para realizar a transação. Porém, não é qualquer pessoa que tem direito a esse modelo de crédito: é preciso ser servidor público, pensionista do INSS, aposentado ou ser funcionário de empresa que tenha convênio com instituições financeiras que ofertam o empréstimo consignado.

Refinanciamento de bens

Quem precisa de um empréstimo e possui um imóvel ou veículo quitado, pode optar por refinanciar esse bem. Essa modalidade oferece o veículo ou imóvel como garantia do empréstimo, isto é, caso a dívida não seja paga, o bem é confiscado pelo banco.

Geralmente, as instituições financeiras colocam como condição que os débitos pendentes sejam quitados com parte do valor emprestado, limpando o nome do devedor.

consulta spc brasil

consulta spc brasil

Penhor

É uma alternativa para quem precisa de dinheiro com muita urgência. Nessa modalidade de acesso ao crédito, a garantia se dá por meio de um objeto de valor que é dado aos cuidados do credor até que o empréstimo seja pago e, por isso, não é preciso comprovar renda e nem realizar análise de crédito.

Ao contratar esse tipo de empréstimo, é preciso estar ciente que, caso a dívida não seja paga no prazo, o objeto penhorado vai a leilão.

Empréstimos Pessoais

Existem empresas financeiras no mercado que oferecem empréstimos pessoais para quem está com o nome sujo, mas, como não é ofertada nenhuma garantia de pagamento pelo cliente, os juros cobrados costumam ser elevados. Essa deve ser sua última alternativa, ou seja, procure outras opções que possam ter condições melhores antes de fechar negócio.

Como foi possível ver, existem sim alternativas para quem precisa de um empréstimo e está negativado. Mas, apesar da possibilidade, nenhum banco é obrigado a conceder crédito. Caberá a cada instituição a decisão de ceder ou não o empréstimo de acordo com suas regras.

Quem precisa fazer um empréstimo com nome sujo está sujeito a não conseguir as melhores condições, já que quase sempre as taxas de juros são altas e há pouca flexibilidade, como prazos curtos para o pagamento devido ao risco que as instituições financeiras assumem.

Fique atento ao que motiva a necessidade do empréstimo, se a situação for por falta de organização do orçamento, o crédito recebido será outra despesa a ser paga, com juros incidindo sobre ela, ou seja, acarretará em um maior descontrole financeiro. Se esse for seu caso, procure orientações para manter as dívidas controladas.

Agora que você já sabe que é possível fazer empréstimo com nome sujo, aproveite para comentar abaixo suas dúvidas e sugestões!

 

Fornecedora de recarga de celular

fornecedor de recarga de celualr

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Quanto tempo um nome fica sujo no Serasa e no SPC ?

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Quanto tempo um nome fica sujo no Serasa e no SPC

Quanto tempo um nome fica sujo no Serasa e no SPC – Diante de uma economia instável e com o aumento do desemprego, muitos consumidores se deparam com um orçamento apertado, tendendo a deixar algumas dívidas vencerem e caírem nas estatísticas da inadimplência, que deve continuar a aumentar este ano.

Para se ter uma ideia, segundo informações divulgadas pela Serasa Experian, 2016 começou com 59 milhões de pessoas endividadas, o maior índice desde o começo da série iniciada em 2012. Quando comparado a 2015, os dados representaram um aumento de 9,1% de pessoas com contas atrasadas de, pelo menos, 60 dias em algum compromisso financeiro.

O fato é que as projeções não são nada animadoras para este ano, conforme anunciado pelo Banco Central, que ainda vê um ambiente econômico desfavorável e com altas taxas de juros. Entre faturas atrasadas, cheques devolvidos, rotativo do cartão, cheque especial e outras dívidas que passam a não ser quitadas, está o consumidor que fica com o nome negativado e impossibilitado de realizar compras no comércio.

Mas quanto tempo um nome fica sujo no Serasa e no SPC? No post de hoje, vamos esclarecer algumas dúvidas que consumidores têm ao serem incluídos no cadastro de inadimplentes. Acompanhe!

 

Atrasei uma conta. Quanto tempo para regularizar a dívida e não ficar com o nome sujo?

Após receber a carta de débito, o consumidor tem 10 dias contados para regularizar a situação. Mas este prazo não é o mesmo para todas as empresas. Em alguns casos, o CPF já é incluído no dia seguinte do vencimento ao Serasa e no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e, eventualmente, o consumidor perde o crédito de realizar compras a prazo, uma vez que tem o nome sujo na praça.

Caso você já saiba que não poderá quitar uma determinada dívida e que ela terá que atrasar, procure o quanto antes renegociar o atraso no pagamento, de forma que seu nome não fique sujo e você possa continuar utilizando os serviços do comércio. quanto tempo um nome fica sujo

Como ocorre a negativação?

Assim que o cliente atrasa, ele já pode ser incluído em um dos cadastros das empresas que registram informações dos devedores.

O prazo dado pelo Serasa é de 10 dias após o devedor ser notificado com uma carta-comunicado enviada ao seu endereço. Neste prazo, ele poderá procurar a empresa que possui débitos, renegociar a dívida e regularizar a sua situação. quanto tempo um nome fica sujo

No documento que é enviado à residência do devedor, estarão especificados a empresa que possui o débito, o valor da dívida, a data de vencimento e o número do contrato.

No caso de dúvidas ou esclarecimentos, o devedor poderá procurar um posto do Serasa, portando RG e CPF para efetuar uma consulta gratuitamente.

Já o SPC Brasil, após receber a carta de aviso de débito, o consumidor também tem 10 dias contados deste recebimento para procurar a empresa e tentar renegociar a dívida.  

Quanto tempo um nome fica negativado no SPC e Serasa?

Levando em consideração a data de vencimento da dívida (e não a data do cadastro) e decorridos cinco anos, o devedor deverá ter seu nome retirado dos órgãos de restrição ao crédito.

No caso de o consumidor continuar com seu nome sujo após os cinco anos, poderá entrar com um processo judicial exigindo a retirada imediata do cadastro.

No caso de renegociar a dívida e ocorrer de atrasar novamente, a empresa tem o direito de encaminhar novamente o devedor para o cadastro de inadimplentes, apenas sendo retirado no caso de quitação (ou novamente renegociação) nos próximos cinco anos. quanto tempo um nome fica sujo

Gostou do nosso post? Que tal compartilhar sua opinião conosco? Não deixe de contribuir!

Fornecedora de recarga de celular

fornecedor de recarga de celualr

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Consulta Serasa: o que significa ficar o nome sujo?

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Consulta Serasa: o que significa estar com o nome sujo?

É comum ouvirmos alguém falar “não vou vender para fulano porque ele está com o nome sujo” na praça. Isso quer dizer que essa pessoa não é uma boa pagadora e que já ficou devendo nos estabelecimentos em que adquiriu algum produto ou serviço. Os comerciantes conseguem descobrir essa informação fazendo uma simples consulta no Serasa. Consulta Serasa 

No post de hoje, vamos explicar o que significa estar com o nome sujo e quais são as consequências disso. Também explicaremos como você pode descobrir se seu nome está sujo e evitar o constrangimento ao fazer uma compra e ela ser negada.

Nome sujo: o que isso significa?

Se uma pessoa está com o nome sujo, quer dizer que ela deixou de pagar alguma conta e o credor registrou o CPF no Serasa, que disponibiliza para os comerciantes uma lista de maus pagadores.

Assim, quando essa pessoa for realizar uma nova compra, o responsável pelo estabelecimento comercial pode realizar uma consulta Serasa e, ao ver que o cliente está com o nome sujo, pode negar a venda.

como consultas o spc e serasa

Consulta CPF spc e serasa

Serasa: o que é?

Trata-se de uma empresa privada reconhecida pelo Código de Defesa do Consumidor e que possui um amplo banco de dados de empresas e de cidadãos que possuem dívidas não quitadas ou vencidas, além de cheques sem fundo e registros de protestos de títulos.

Os estabelecimentos comerciais, bancos e empresas em geral podem contratar os serviços do Serasa para terem à sua disposição o cadastro de pessoas e de organizações inadimplentes, evitando assim vendas a prazo para maus pagadores.

Em que situações uma pessoa fica com o nome sujo?

A situação que mais faz com que as pessoas fiquem com o nome sujo é o não pagamento de dívidas em lojas ou em outros estabelecimentos comerciais. Isso pode acontecer até mesmo por esquecimento. É por isso que ficar de olho no vencimento de suas prestações é importante, pois basta que o lojista acione o Serasa para que seu nome fique sujo na praça.

Passar cheque sem fundo também faz com que seu nome seja incluído no cadastro do Serasa. Basta que um cheque emitido por você volte duas vezes para que o banco automaticamente inclua seu nome na lista de maus pagadores.

Quando você deve para alguém e o credor registra a dívida no cartório em forma de protesto, seu nome também é incluído no Serasa automaticamente.

Ao não pagar impostos como IPTU, IPVA e Imposto de Renda, os órgãos públicos que não receberam esses pagamentos também podem incluir seu nome no Serasa.

Outra situação que leva a ter nome sujo é quando você se torna fiador de alguém que não paga a dívida devida. Imagine, por exemplo, que uma pessoa solicitou um empréstimo e você foi o fiador dela. Ela, entretanto, teve dificuldades em pagar a dívida que, devido ao contrato de fiação, passou a ser de sua responsabilidade. Caso você acabe também não pagando a dívida, você também é considerado inadimplente, o que leva seu nome diretamente para o Serasa.

Quem tem — ou tinha — uma empresa que pediu falência e não arcou com suas despesas devidas configura outro caso de entrada nesse cadastro. Assim como quem é alvo de uma disputa judicial, como a penhora.

Casos menos comuns, entretanto, envolvem dívidas inexistentes. Isso acontece quando a empresa registra junto ao Serasa que você possui uma dívida que não foi paga. Nesse caso, seu nome será incluído da mesma forma no cadastro e caberá a você entrar em contato com a empresa credora para retirar o seu nome, caso ele tenha sido colocado lá indevidamente.

consulta spc e serasa

Consulta spc e serasa

Como descobrir se estou com o nome sujo?

É possível descobrir se você está com o nome sujo gratuitamente indo pessoalmente a uma agência do Serasa ou, então, emitindo uma procuração ou carta registrada para a instituição.

Existem ainda estabelecimentos comercias que cobram um pequeno valor para realizar a consulta para você de forma fácil e rápida, sem que você precise esperar por dias até ter o resultado em mãos. Somente uma consulta serasa, vai mostrar se você está negativado no banco de dados da Serasa. 

Com essa consulta, você vai ter uma visão completa de tudo que está fazendo com que o seu crédito seja negado em uma série de oportunidades diferentes. Além disso, a consulta também facilita o contato com credores e uma possível negociação.

O que fazer se eu estiver com o nome sujo, uma Consulta Serasa ?

Caso você seja notificado ou descubra que está com o nome sujo, a primeira coisa a fazer é reconhecer ou não a dívida. Identifique a empresa, confira o valor, a data do débito não pago e saiba se a dívida é legítima. Caso seja fruto de uma ação judicial ou de um cheque sem fundos, por exemplo, você precisa garantir que não houve nenhum erro na inclusão.

Em seguida, você deve entrar em contato com a empresa. Normalmente, a consulta de débitos já fornece com quem você precisa entrar em contato, caso aplicável. Fique por dentro de como é feita a quitação de dívidas e a limpeza do nome e confronte essas informações com o seu orçamento.

Nessa etapa, é importante que você se planeje muito bem porque uma inadimplência no pagamento das dívidas levará seu nome novamente para esse cadastro. Depois, dê início a uma negociação de prazos, condições ou valores das dívidas. Geralmente, após o primeiro pagamento, o seu nome já é retirado da lista e deixa de estar sujo.

Caso o processo envolva provar que a dívida não é sua, você vai precisar reunir provas de que não efetuou a compra ou que não contraiu a dívida. É o caso de provar que ocorreu uma falsificação de assinatura ou roubo de dados pessoais, por exemplo. Nesse caso, geralmente, você sai da lista de devedores sem precisar quitar a dívida pelo fato de ela não ser sua.

No geral, esse processo é um pouco mais complexo e exige apoio jurídico, como de um advogado especializado em fraudes, por exemplo. Nas outras situações, você mesmo pode negociar com seus credores em busca de um nome limpo.

Uma vez que seu nome esteja fora do cadastro, você volta a ter crédito na praça e pode aproveitar os benefícios de um nome sem débitos.

Agora que você já sabe o que significa estar com o nome sujo, basta se programar e fazer todos os seus pagamentos em dia para evitar passar por constrangimentos quando for comprar algo e o vendedor da loja fizer uma consulta Serasa.

Ficou com alguma dúvida? Conta pra gente nos comentários.

Consulta serasa e spc

Consulta serasa e spc

 

 

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Consulta SPC e Serasa: como limpar o seu nome?

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Consulta SPC e Serasa: como limpar o seu nome?

A crise econômica vivida pelos brasileiros não parece ter data para acabar. Com a renda diminuindo e os preços aumentando, é comum que várias pessoas não consigam honrar seus compromissos. Assim, os cadastros dos serviços de proteção ao crédito estão ganhando cada vez mais nomes. Dessa forma, os serviços de Consulta SPC e Consulta Serasa se tornam muito importantes, não só para os comerciantes, mas também para os consumidores.

Mas por quê? Os serviços de consulta são importantes para garantir a segurança necessária aos comerciantes (caso queira realizar consultas spc e serasa na sua loja, saiba como ). Mas são também imprescindíveis aos consumidores, já que o primeiro passo para resolver as pendências cadastrais é justamente conhecer quais são suas restrições.

Então, confira como limpar seu nome e recuperar seu crédito.

Impactos de ter o nome sujo

Muitas pessoas não sabem exatamente como ter restrições financeiras no nome pode prejudicar a vida, mas é importante ter essa consciência. Ter o nome sujo na praça pode impedir o acesso a financiamentos imobiliários ou de outras naturezas, pode restringir acesso a benefícios do governo, pode dificultar tomar posse em alguns concursos públicos e algumas instituições estão estudando a possibilidade de adotar a restrição financeira como forma de impedir que a pessoa consiga uma vaga de emprego até mesmo na área privada.

Além desses impedimentos, o maior deles, sem dúvida, é ficar sem crédito no mercado e não poder realizar outras compras e aquisições.

Planejamento da dívida

Antes de qualquer coisa, é preciso entender a sua dívida para definir qual a melhor estratégia para quitá-la. O primeiro passo, como já dissemos, é realizar uma consulta ao SPC e ao Serasa para saber exatamente quais são os débitos e de que natureza eles são.

É preciso entender quais são as maiores dívidas e a que taxas de juros são submetidas. Assim, você pode planejar melhor os pagamentos. Cheque especial e cartões de crédito, por exemplo, possuem juros altíssimos e devem ser pagos o mais rápido possível, preferencialmente de forma integral.

Acordos podem ser vantajosos

Assim como você tem interesse em limpar seu nome, as empresas credoras também têm interesse em receber o que você deve. Mesmo que em condições diferentes das originais.

Então, é possível que você receba uma oferta de acordo para a sua dívida. Estude bem a proposta. O ideal é sempre pagar a dívida de forma integral, mas um parcelamento que não comprometa o seu orçamento pode ser extremamente benéfico.

Na maioria dos casos, ao pagar a primeira parcela do acordo, o seu nome é limpo. Só não pode haver quebra do acordo, senão você volta aos cadastros de proteção ao crédito.

Crédito consignado

Caso você seja funcionário público ou pensionista, uma alternativa para quitar as dívidas é o crédito consignado. Como o pagamento é descontado diretamente na folha de pagamento, os bancos cobram juros bem menores nesse tipo de empréstimo.

Então, basta conferir no seu planejamento se é vantajoso fazer um empréstimo consignado para pagar integralmente todas as outras dívidas. É provável que você consiga um desconto pelo pagamento à vista, e, como os juros do consignado são menores, você vai sair ganhando.

Redução de gastos

Para organizar suas dívidas e limpar seu nome, é primordial organizar também os seus gastos. É preciso eliminar despesas desnecessárias ou diminuir algumas que possam ser reduzidas. Assim, sobra mais dinheiro para quitar as dívidas.

Existem vários bons exemplos de redução de gastos. A TV a cabo, por exemplo. Você pode cancelar ou diminuir seu pacote. Em vez de almoçar em restaurantes todos os dias, leve o almoço de casa e economize. Troque as lâmpadas convencionais pelas de led, que são um pouco mais caras, mas podem durar até dez vezes mais. O importante é economizar um pouco ali, um pouco aqui. Dessa forma, fica mais fácil limpar seu nome.

Enfim, para garantir que suas finanças não saiam do controle, é importante gastar com sabedoria. E o principal: sempre planeje o seu orçamento. É crucial não comprar nada por impulso.

Criação de uma cultura de economia

Além de reduzir gastos, é necessário criar uma cultura de economia que deve ser seguida por toda a família. Mostrar aos filhos o que realmente deve ser valorizado, ensinar às crianças a importância de economizar, ter o hábito de reduzir o desperdício, mostrar aos filhos que o que for poupado hoje retornará em forma de benefícios amanhã.

Dar a devida importância ao tempo para essas questões é primordial para criar a cultura de economia em toda a família e fazer com que a redução de gastos seja natural dentro de casa.

Alternativas para gerar renda

Fazer economia é essencial, mas também é importante pensar em novas formas de gerar renda. Se você tem um sítio que produz alguns alimentos orgânicos, por que não comercializar alguns deles para seus vizinhos? Tem roupas e acessórios encalhados no guarda-roupas? Faça a economia girar oferecendo esses itens em sites especializados na internet ou organize um bazar com amigos.

Se você sempre teve talento para doces, que tal transformar isso em uma forma de renda e começar a vendar seus doces no trabalho? É muito importante manter o nome sem restrições, mas, igualmente, é muito importante criar novas formas de ganhar dinheiro.

Controle para não reincidir no erro

Se você conseguiu limpar o seu nome, é muito importante que você crie uma rotina disciplinada para não reincidir no erro. Depois de ter restrições no nome e passar longo tempo sem ter crédito, quando voltam a ter essa possibilidade, algumas pessoas se empolgam e começar a gastar compulsivamente.

É muito importante estar atento a este fator e adotar um planejamento financeiro rigoroso para não sujar o nome novamente. Tenha uma vida financeira racional, não compre sem precisar e pense sobre cada aquisição que você precisará fazer. A melhor forma de gastar é gastar bem e garantir o crédito por muito tempo.

Se você souber exatamente quando, quanto e como pode gastar, seu nome ficará sempre limpo. Mas, caso você fizer uma consulta SPC ou Serasa e encontrar restrições no seu nome, não se desespere. Tem sempre um jeito.

Entendeu como limpar seu nome? Talvez, você possa oferecer consultas na sua própria loja. Leia mais aqui: por que oferecer consultas cadastrais em sua loja.

 

Como fazer consulta no SPC

Consulta SPC brasil

 

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Curiosidade e dicas para lojistas, varejistas, autônomos. Tudo sobre maquinas de recargas de celular, maquinas de cartão de credito, consultas serasa e consultas spc.